Dicas práticas para gerenciamento de fluxo de atendimento no hospital

O que é fluxo de atendimento?

É todo o processo de atendimento dos pacientes enquanto presentes no centro de saúde, ou seja, desde o momento dão entrada até que são atendidas e liberadas.

Esse fluxo tanto em hospitais como clínicas pode ser um desafio e impactar diretamente no atendimento aos pacientes. E mesmo se esforçando para manter os processos, muitas condições contrafluxo impactam os resultados.

Algumas delas são:

  • Readmissões hospitalar pela mesma causa;
  • Retorno à UTI durante a mesma internação;
  • Reoperação ou re-abordagem cirúrgica;
  • Recoleta de exames laboratoriais;
  • Desabastecimento ou estoques desnecessários de materiais e medicamentos
  • Repetição de exames de imagem.

Essas implicações aumentam o tempo de permanência, acometem falhas em agendamentos e atrasam as altas.

Mas os impactos negativos no fluxo de atendimento podem ser minimizados com uma boa gestão. O gestor não apenas monitora os pacientes e as atividades que eles demandam, como também promove estratégias para organizar essas movimentações a fim de evitar efeitos negativos nos serviços de saúde.

Você e sua equipe podem melhorar cada vez a gestão de fluxo de atendimento. Confira 3 dicas práticas.

 

1 – Priorizar a triagem

Por meio da organização de pacientes por nível de emergência, é possível redirecionar os recursos da clínica para atender as demandas mais urgentes.

Dessa forma, pacientes em estados mais críticos podem ser atendidos primeiro, mas sem sobrecarregar os profissionais disponíveis.

2 – Organizar processos

Atente-se para a maneira como os procedimentos burocráticos estão dispostos.

Caso não exista a devida organização de documentos e informações no banco de dados, a gestão do fluxo de atendimento pode ficar comprometida.

Invista na correta disposição de documentos e dados dentro do sistema do hospital, para que o gerenciamento ocorra de forma eficiente.

3 – Contar com o apoio de telemedicinas

Esses sistemas não apenas permitem a otimização de rotinas mais burocráticas, como também integram os procedimentos e oferecem uma cobertura mais completa para os profissionais.

Por exemplo, facilitando o acesso a dados relevantes dos pacientes e a atualização de informações nos registros médicos.

Além disso, contar com o apoio de tecnologias também é essencial para uma maior organização prática dos processos e documentos, algo que também facilita essa gestão.

 

Vale mesmo a pena mudar o gerenciamento de fluxo do hospital?

Um modelo de gestão bem consolidado e tecnologias que deem suporte compatível aos desafios melhoram extensamente o fluxo, beneficiando assim aos profissionais da saúde e os pacientes, criando um ambiente saudável e pacífico.

Se você quer melhorar a gestão do seu hospital, conheça a Medsol.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Novidades

Posts Relacionados