Gestão Médica, o que é e como colocar em prática?

O que é Gestão Médica?

A gestão é o pilar das organizações e através dela é possível gerenciar pessoas, processos, ativos e estratégias alinhados em um objetivo comum. A gestão impacta diretamente no atendimento dos pacientes, satisfação dos mesmo e no fluxo do hospital e afeta a todos.

 

Uma gestão bem-feita é aquela em que se administra os processos, pessoas, recursos e espaço físico da clínica de modo que os serviços sejam entregues com qualidade aos pacientes.

Podemos dividi-la em duas sessões: Estratégia e Planejamento.

Por estratégia entende-se o conjunto de decisões para extrair os melhores resultados a partir dos recursos disponíveis.

O planejamento, por sua vez, é a avaliação dos esforços necessários para executar as estratégias a fim de atingir os resultados esperados.

 

Para uma gestão excelente é necessário estar atento a três vertentes, são elas:

Gestão de Custos

Sem uma boa administração das finanças, não é possível seguir com as operações do consultório, pois não haverá recursos para dar continuidade a esses procedimentos.

Além disso, o controle financeiro é fundamental em qualquer empresa, mesmo nos centros de saúde e é o gestor médico que irá se responsabilizar por essas operações.

 

Gestão de Pacientes

Um atendimento médico de qualidade deve levar em consideração o histórico do paciente, para oferecer diagnósticos e laudos mais precisos e assertivos.

No entanto, nem todos os profissionais podem pesquisar esses históricos durante os atendimentos. Fica a encargo da gestão médica localizá-los e deixar tudo organizado.

Quantos mais organizado, mais o tempo será otimizado e assim terá mais pacientes satisfeitos e menos erros.

 

Use a tecnologia a seu favor

Para utilizar essa tecnologia nas rotinas médicas, é fundamental que a clínica tenha uma boa organização e seja capaz de integrar seus equipamentos, processos e colaboradores.

Com um ambiente estruturado, os profissionais e todo o consultório poderão aproveitar as vantagens que a telemedicina traz, mas apenas se suas rotinas estiverem devidamente alinhadas.

 

Gestão médica, pode ajudar mesmo?

Sim, a gestão médica é essencial para alinhar organização, qualidade e confiabilidade.

Para que o estabelecimento ofereça serviços de qualidade e segurança, sem apresentar possíveis riscos aos pacientes, é necessário que os cuidados com a gestão médica sejam redobrados, a fim de garantir que os processos funcionem de forma eficaz.

Isso também facilita a vida dos pacientes, que passam a desfrutar de um serviço de qualidade e direcionado ao seu bem-estar, assim como dos médicos e colaboradores, que, com os processos otimizados, podem se dedicar ao serviço com mais motivação e produtividade.

Sem uma gestão médica adequada, não é possível alcançar o máximo potencial em seus atendimentos e os hospitais, clínicas e consultórios deixam de funcionar de forma produtiva, já que seus processos não ocorrem como deveriam. Tudo isso compromete significativamente a qualidade do serviço.

 

Como aplicar a gestão médica na sua clínica ou hospital?

 

  • Conhecer bem os pacientes: o seu público é essencial para traçar as melhores estratégias de administração.
  • Organização da equipe: a definição das responsabilidades e competências de cada colaborador na gestão da clínica;
  • Análise de pontos fortes e fracos na gestão:a análise de sua clínica como um todo, para saber quais processos precisam melhorar;
  • Definição de metas:um planejamento que busca melhorias precisa ter esses objetivos bem desenhados;
  • Planejamento de compras:envolve a organização do estoque e sua gestão financeira, para comprar o que realmente precisa, sem gastos desnecessários.
  • Criação de uma identidade:a definição da missão, visão e valores da clínica, para que toda sua equipe possa trabalhar em consonância rumo aos objetivos;

 

Precisa de ajuda com a Gestão da sua clínica e não sabe por onde começar?

Entre em contato com a Medsol!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Novidades

Posts Relacionados